Verão no varejo: o que fazer para ganhar mais dinheiro nessa estação?

Verão no varejo: o que fazer para ganhar mais dinheiro nessa estação?

Qual é o impacto do verão no varejo?

O verão no varejo é uma estação que oferece aos varejistas a oportunidade de aumentar o faturamento em diversas categorias. Por causa  das mudanças no clima e na rotina das pessoas, alguns produtos sofrem uma variação no comportamento das vendas. Assim, entenda como você pode ganhar mais dinheiro nessa época do ano.

Quais produtos podem me fazer ganhar mais dinheiro no verão no varejo?

De acordo com a reportagem da revista Supermercado Moderno, existem 28 categorias que sofrem bruscas alterações em seus resultados durante o verão. Juntas, elas geram R$ 3,7 bilhões de aumento no período e merecem tratamento privilegiado nos PDVs. Veja quais são as principais delas:

– As vendas de protetor solar mais que dobram no verão.

Sorvetes crescem 56% durante o verão.

– As bebidas energéticas vendem 43% mais no verão.

– A estação gera R$ 1,5 bi a mais em vendas para cervejas.

– A água mineral cresce 28% no verão.

– O consumo de chá pronto aumenta 15% no verão.

– Os iogurtes registram alta de R$ 202 mi em vendas no verão.

– Mix correto ajuda a vender mais suco concentrado.

– Cerca de 86 mi são registrados a mais em vendas de suco pronto no verão.

Verão no varejo: como vender mais produtos de saúde e beleza na estação?

A categoria com maior aumento médio em reais no verão, com 146%, foram os protetores solares. Por isso, eles devem ser localizados próximos a hidratantes corporais, com produtos agrupados por marca e segmento (regular, facial, labial, sport, spray, kids, pós-sol e bronzeadores). Além disso, devem estar a altura dos olhos os segmentos e linhas de maior valor agregado e no sentido do fluxo de consumidores, começando pelo maior fator de proteção e terminando pelo menor.

Dessa forma, para usufruir de todo o potencial de vendas e lucros adicionais que o verão oferece, é recomendável expor os protetores solares também em pontos extras junto a categorias como moda praia, produtos e acessórios para piscina, artigos para praia, camping e churrasco.

Em contrapartida a preocupação com a depilação também é maior. Por isso a importância de ter um sortimento que ofereça opções para todas as partes do corpo. Então, para concorrer com as perfumarias, negocie com fornecedores a presença de promotoras, que podem dar dicas para as consumidoras.

Você pode montar um kit verão com protetor solar, depilatório, repelente e inseticida, facilitando a compra e elevando o tíquete médio. Como muitos consumidores ainda estão procurando economizar, é importante ter kits de diferentes preços. Eles devem ser expostos em ilhas promocionais para atrair a clientela e acelerar o giro.

Verão no varejo: como vender mais sorvetes na estação?

Segunda categoria que mais cresce no verão, com um aumento médio em reais de 56%, são os sorvetes. Deve-se localizar o freezer em local bem visível e próximo aos setores de doces, guloseimas e também junto aos checkouts. Ambientar o local de modo a tornar a experiência de compra do shopper mais prazerosa também é importante. Isso pode ser feito utilizando posters, embalagens destacadas, multipacks com vários picolés, entre outros.

As exposições casadas de, por exemplo, coberturas, caldas, petit gateau e utensílios facilitam para o shopper e aumentam o valor do tíquete médio. A comunicação das promoções e novidades devem acontecer dentro e fora da loja e em geral. Isso pois mais da metade do público é do sexo feminino, com idade entre 30 e 49 anos e que normalmente não planeja a compra.

Verão no varejo: como vender mais bebidas energéticas na estação?

O aumento médio em reais de bebidas energéticas no verão é bem significativo, cerca de 43%. Para estimular mais as vendas algumas ações são fundamentais. Ao localizar as bebidas energéticas no setor de bebidas, segmentar por marca e iniciar a exposição no sentido do tráfego de consumidores com a marca líder posicionada na altura dos olhos.

Além disso, disponibilizar as versões obedecendo a seus preços de vendas por ordem decrescente. Coloque primeiro os packs de maior valor, seguidos pelas embalagens de 355 ml e estas pelas de 250 ml. Para estimular mais as vendas, também vale manter as bebidas energéticas nos checkouts, junto da vodca e uísque e em meio as bebidas geladas.

 Verão no varejo: como vender mais cerveja na estação?

O aumento médio em reais no verão  é de 33%. Desse aumento, 90% da participação das vendas são de cervejas regulares, 9% as premium e 1% as especiais. Assim, estimule a compra por impulso dos itens especiais e das versões premium, por terem o maior crescimento da categoria.

Para facilitar a compra, algumas ações podem ser tomadas. Agrupe as marcas nas prateleiras com seus SKUs junto, posicione as latas nas prateleiras superiores, exponha as garrafas e packs no meio da gôndola, aloje as garrafas de 600 ml, 1 litro e barril nas prateleiras inferiores e exponha em geladeiras e pontos extras próximo ao açougue.

Verão no varejo: como vender mais água mineral na estação?

Deve-se alocar cada segmento e a cada tamanho de embalagem espaço compatível com sua respectiva participação nas vendas. Assim, as águas sem gás representam 94% e com gás 6%. Quanto aos tamanhos, 44% das vendas são as de 1 L, 21% as de 10 L e 16% as de 2 L.

O aumento médio em reais no verão é  28%, por isso é recomendável usar de pontos extras para destacar promoções. A idade média do shopper é 44 anos e ele se abastece de água mineral a cada 8 dias aproximadamente.

Verão no varejo: como vender mais chá pronto na estação?

O aumento médio em reais no verão nessa categoria é de 15%. Uma excelente forma de incentivar a compra de chá pronto é expô-lo perto de alimentos e bebidas com apelo à saudabilidade. Cerca de 58% do volume de vendas é no tamanho de 1,5 L, 16% de 1 L, e 13% de 330 ml e 70% dos produtos são em material PET.

Verão no varejo: como vender mais iogurtes na estação?

O aumento médio em reais no verão nessa categoria também é de 15% e o interessante é que o shopper de iogurte chega à loja com tudo definido previamente: ocasião de consumo, embalagem, versão e sabor, só por último, dentro da loja, ele passa a considerar preço e marca.

A própria shopper, por exemplo, consome mais no trabalho e no jantar, enquanto o marido mais no café da manhã. Enquanto isso, o filho mais velho prefere consumir na faculdade, academia e as crianças no lanche da escola. A maior participação no volume de vendas são os produtos de poupa, com 35% , seguido do líquido familiar com 28%.

Verão no varejo: como vender mais sucos na estação?

Dentre os sucos concentrados, que apresentam um aumento médio em reais no verão de 16%. A exposição recomendada é de colocar os sucos concentrados por marca na vertical e os sabores de cada marca na horizontal, começando pelos produtos de maior preço e terminando pelo mais em conta na direção do fluxo de consumidores. O sortimento ideal para as lojas de 1 a 4 checkouts é de três sabores de 500 ml. Quando forem de 5 a 9 checkouts, quarto sabores de 500 ml,  de 10 a 19 checkouts são 5 sabores de 500 ml e acima de 20 checkouts todos os sabores.

Em relação aos sucos prontos, o aumento médio em reais no verão é de 11,4%. A exposição recomendada é a mesma dos sucos concentrados, mas o shopper adquire em média duas embalagens de 1 litro e 3 de 200 ml de sucos prontos em cada uma das 3 compras que realiza por mês, assim o sortimento deve ser de 4 sabores de 200 ml e 4 de 100 ml para lojas de 1 a 4 checkouts, 6 sabores de 200 ml e 6 de 100 ml para lojas de 5 a 9 checkouts, 8 sabores de 200 ml e 8 de 100 ml para lojas de 10 a 19 checkouts e a linha completa para lojas acima de 20 checkouts.

Destacar os sucos prontos com hortifrútis, na padaria e oferecer sucos prontos gelados para consumo imediato em geladeira posicionada no setor de sucos também são boas estratégias para aumentar as vendas.

Verão no varejo: como vender mais produtos in natura?

Muitas pessoas optam por refeições naturais durante a estação e a exposição dos produtos é essencial na decisão de compra. Por isso, expor produtos já cortados e com a possibilidade de receitas diferentes pode chamar a atenção do seu consumidor.

Utilize das frutas machucadas, que não seriam utilizadas pelo consumidor, para preparar sucos naturais. Já no açougue e peixaria é possível atrair o consumidor com cortes diferenciados. Aproveite o período, que apresenta alta no giro, para testar a aceitação de novos cortes. Também é importante informar qualidade e procedência dos produtos.

Fonte: http://www.sm.com.br/detalhe/categorias/alimento-in-natura-acelera-o-giro-no-verao

Fonte: http://www.sm.com.br/detalhe/categorias/venda-beleza-e-saude-para-o-cliente

Fonte: http://www.sm.com.br/detalhe/categorias/aposte-nas-guloseimas-de-ferias

Fonte: http://www.sm.com.br/detalhe/categorias/aquecimento-geral-nas-vendas-neste-verao

Fonte: http://www.sm.com.br/detalhe/categorias/tres-bilhoes-de-reais-de-vendas-a-mais-no-verao