Armazenar os dados na nuvem é seguro? O que isso significa?

Armazenar os dados na nuvem é seguro? O que isso significa?

O que significa armazenar dados na nuvem?

Armazenar os dados na nuvem é guardar informações em um computador físico à distância. Ao mantê-los em uma “nuvem”, você estará dispensando e liberando a capacidade de armazenamento que você possui. Além disso, você estará evitando investimentos em estruturas como HDs externos, por exemplo.

Com a evolução da tecnologia, o serviço de nuvem vem sendo cada vez mais utilizado tanto pelas pessoas para armazenarem suas informações, quanto pelas empresas para acomodarem a estrutura da sua tecnologia. Isso acontece no mundo dos games, dos aplicativos e dos softwares, como na Smarket, por exemplo.

Quais as vantagens de armazenar os dados na nuvem?

A grande vantagem de armazenar os dados na nuvem é poder acessá-los a qualquer momento e em qualquer lugar. Através da conexão com uma internet, é possível utilizar documentos em diferentes formatos (planilhas, textos, fotos, músicas, vídeos) apenas entrando no endereço do serviço que disponibiliza a nuvem. Isso não só proporciona uma liberdade em termos mobilidade, como também permite que um grande número de pessoas utilize os documentos e as ferramentas ao mesmo tempo.

O custo é outro fator fundamental quando se pensa em armazenar os dados na nuvem. Para volumes de dados baixos, existem serviços gratuitos que suprem a necessidade dos usuários. Já quando o volume de dados é maior, como no caso das empresas, o armazenamento de dados na nuvem surge como uma opção de baixo custo. Adotando essa estratégia de terceirizar, economiza-se dinheiro, pois se paga muito menos pelo serviço, do que pela manutenção constante de uma estrutura e equipe internas.

Ao armazenar os dados na nuvem, para onde elas vão?

Quando um conteúdo é armazenado na nuvem, ele vai para um servidor, que é basicamente um conjunto de HDs (disco rígido, que são dispositivos com grande capacidade de armazenamento de dados), ligados em rede. Os Data Centers são os prédios onde ficam instalados os servidores. Esses complexos são verdadeiras fortalezas com diferentes tipos de níveis de segurança e estão instalados ao redor do mundo.

O maior Data Center do mundo fica em Chicago, nos Estados Unidos e chama-se Lakeside Technology Center. Empresas como a Google, Microsoft Apple também possuem volumosos centros. No Brasil, o Data Center do Itaú, em Mogi Mirim, destaca-se pelo tamanho, estrutura e um custo de cerca de 3,3 bilhões de reais.

As empresas brasileiras optam por armazenar os dados na nuvem?

Sim! De acordo com a Dell, em 2015, através da Global Technology Adoption Index (Índice Global de Adoção de Tecnologia), cerca de 90% das médias empresas brasileiras já aderiram o armazenamento os dados na nuvem para suprir algum tipo de necessidade dentro dos seus setores. Mas por que muitas pessoas ainda são receosas quando o assunto é armazenar os dados na nuvem?

Cada vez mais os usuários têm utilizado a nuvem para guardar suas informações. Qualquer dado disponibilizado em um dispositivo eletrônico está vulnerável a perdas, furtos ou extravios. Mas, a grande vantagem da segurança de eles estarem na nuvem, é que não há a necessidade de backups manuais. Ou seja, os arquivos na nuvem ficam intactos em todas as circunstâncias, desde problemas nos dispositivos eletrônicos, até furtos e incêndios.

Armazenar os dados na nuvem é seguro?

De acordo com a Computer World, existem sete princípios de segurança em uma rede em nuvem:

1 – Acesso controlado de usuários

Possui arquivos confidenciais? Não se preocupe com isso. Na nuvem, você consegue controlar o acesso de usuários, assim como estabelecer privilégios específicos para cada usuário. Então, compartilhe seus arquivos confidenciais com quem você quiser, da forma como quiser, sem medo de vazar alguma informação.

2 – Compliance com regulamentação

Já que as fornecedoras de serviço na nuvem garantem total segurança dos dados armazenados nela, você, como administrador da sua conta, se torna o único responsável pela segurança, integridade e a confidencialidade de seus próprios dados.

3 – Localização dos dados armazenados

Quem usa cloud provavelmente não sabe exatamente onde os dados estão armazenados, talvez nem o país onde as informações estão guardadas. Mas isso não é um problema. Já que o fornecedor está disposto a se comprometer a armazenar e a processar dados em jurisdições específicas, ele assume um compromisso em contrato de obedecer os requerimentos de privacidade que o país de origem da empresa pede.

4 – Armazenamento seguro

A tecnologia usada hoje, possibilita que um mesmo arquivo seja dividido em várias partes e seja armazenado em diversos servidores diferentes. Assim, mesmo com chances remotas, se um servidor for invadido por hackers, a informação contida naquele servidor é apenas uma fração do arquivo e que fica sem significado por não ter a outra parte. É como um quebra cabeças de 100 peças e o hacker consegue acessar apenas uma peça. Ou seja,  a parte “roubada” não serve para nada.

5 – Criptografia dos dados

Seus arquivos e dados jamais serão vistos por outro usuário de nuvem, a menos que você queira. Através de criptografia, seus arquivos serão acessados apenas por você, por meio do seu login e senha.

6 – Recuperação dos dados

É praticamente impossível você perder um documento que está na guardado na nuvem. Mas mesmo que isso venha acontecer devido a alguma catástrofe digital, é possível recuperar seus dados. Isso graças ao backup automático que o fornecedor do serviço possui.

7 – Viabilidade em longo prazo

Com o armazenamento em nuvem, você garante seu arquivo seguro por tempo indeterminado. Mesmo se a empresa prestadora do serviço vier a falir, ou ser comprada por outra, você tem total liberdade e disponibilidade de revogar os seus arquivos e migrá-los para outro fornecedor, a chamada portabilidade.

Como escolher o local aonde devo armazenar os dados na nuvem da minha empresa?

Segundo Paulo Henrique Bezerra, CTO da Smarket, a segurança é o principal fator no momento de decisão da escolha. Isso principalmente por quê a empresa que presta o serviço de cloud, precisa garantir que as informações armazenadas estejam seguras, mesmo estando na nuvem, e disponíveis a qualquer momento.

Paulo Henrique ainda comenta que a Smarket opta por armazenar seus dados na empresa Amazon por um fator em especial, a elasticidade. Isso quer dizer que a quantidade de recursos que a empresa disponibiliza é em função da utilização do sistema, ou seja, optar por uma estrutura na nuvem,  torna possível aumentar a capacidade de utilização quando necessário, e o mais importante, reduzi-la em horários de baixa utilização. Ele ressalta que em uma infra-estrutura tradicional, onde todo o hardware é próprio, a capacidade máxima do sistema é fixa, só podendo ser aumentada com a compra de mais servidores.

Fonte: http://contaazul.com/contabilidade/blog/armazenamento-de-arquivos-na-nuvem-e-seguro/